Quem sou eu

Minha foto
Escritor, psicólogo, jornalista e professor da Universidade Federal Fluminense. Doutor em Literatura pela PUC-Rio, Pós-Doutor em Semiologia pela Université de Paris/Sorbonne III e ignorante por conta própria. Autor de doze livros, entre eles três romances, todos publicados pela ed. Record. Site: www.felipepena.com

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Comentário sobre o novo livro do Carrascoza

Espinhos e alfinetes

Os onze contos reunidos neste volume confirmam o gosto pela carpintaria estilística presente na literatura de João Anzanello Carrascoza. Entretanto, ao contrário de outros escritores contemporâneos, Carrascoza não tem na construção linguística o único objetivo de sua narrativa. Embora a preocupação com linguagem ocupe grande parte da obra, seu foco principal ainda é na precariedade da condição humana.

Este é o quinto livro de contos do autor, que também escreve para o público infanto-juvenil. Aliás, tal atividade parece ter forte influência nas histórias de Espinhos e Alfinetes, pois o olhar sobre a infância está presente em quase todos os textos. Carrascoza carrega na dramaticidade das relações entre pais e filhos de maneira poética, através de um encantamento peculiar, que é, ao mesmo tempo, sensível e preciso: “O pai voltou à sala, abotoado em seus silêncios. O menino sabia que era hora de não perturbá-lo, de só admirá-lo a ponto de se esquecer dele, num falso esquecimento”

Os contos de Carrascoza estão repletos de lirismo, mas não de sentimentalismo. Com muita habilidade, o autor consegue se equilibrar entre o ambiente onírico da fantasia e a dura percepção da realidade. Não seria exagero apontá-lo como um dos melhores contistas do país.

Um comentário:

Gislaine disse...

Olá!

Bom-dia! Tudo bem com você?

Meu nome é Gislaine, sou a administradora do blog Paraíso da Leitura, e gostaria de saber se você formaria uma parceria comigo para resenharmos ou até mesmo sortearmos um exemplar do seu lindo livro no meu blog. Acho que assim poderíamos divulgar mais ainda o seu trabalho. O que você acha?
Li sobre seu livro em um blog que sigo e ao comentar com alguns seguidores do meu blog por e-mail percebi que eles também já tinha ouvido falar e tinham ficado curiosos com a capa, com a história, etc. Creio que seria muito bem recebido no meu blog.

Aguardo resposta.

Abraços,

Gislaine


gislainemotti@ig.com.br